FRANS KRAJCBERG: UM ARTISTA ERMITÃO

A obra do artista Frans Krajcberg está em exposição na Casa Museu Eva Klabin, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro.

Nascido na Polônia, Krajcberg chegou ao Brasil em 1948 e se apaixonou pela natureza do país. Judeu, viveu a perseguição nazista. Em 1939, durante a Guerra, ao voltar de um passeio na floresta com seu tio, não encontrou mais a família. Dizia não se recordar da família, fato que certamente contribuiu para que lutasse veementemente contra outra destruição: a da natureza.

Preocupado com a questão ambiental já em 1956, quando ninguém falava a esse respeito, o artista utilizou sua obra como uma maneira de chamar a atenção contra o que o homem faz com a natureza. O uso das cores vermelho e preto era uma forma de representar o fogo e a morte. Mais tarde, ele utilizou seu sítio para reflorestamento, plantando mil mudas de pau-brasil.

Em 1972, foi viver na Bahia, em Nova Viçosa. Sua casa, feita pelo “arquiteto” autoditada Zanine Caldas, foi construída em um tronco de pequi, a sete metros de altura. 

Sua obra utilizava materiais reciclados encontrados na paisagem brasileira, como raízes e troncos calcinados. Os troncos queimados eram recolhidos e transformados em um “grito de socorro”. Denúncias contra desmatamentos, críticas a queimadas, exploração de minério e desova das tartarugas eram temas desenvolvidos para trazer à tona discussões e questionamentos através da sua arte. 

Ele era solitário, assustado e rabujento. A natureza o protegeu. Aprendeu polonês, um pouco de russo, alemão, francês e português, mas não gostava de falar. Naturalizou-se brasileiro e se irritava quando o nomeavam “artista polonês”, dizendo que o Brasil não o aceitou plenamente. 

Morreu em 2017, aos 96 anos, no Rio de Janeiro. O Instituto Frans Krajcberg, criado em 2003, conta com mais de 100 obras do artista. 

A exposição pode ser vista até 17 de fevereiro, na Av. Epitácio Pessoa, 2480, Rio de Janeiro.

 

Referências | Fotos: 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Frans_Krajcberg

https://www.ecycle.com.br/component/content/article/63/3956-o-grito-da-natureza-conheca-o-ativismo-do-artista-plastico-frans-krajcberg-em-nome-da-amazonia.html

https://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/morre-no-rio-o-artista-plastico-frans-krajcberg.ghtml

Helena Rios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *