JAPAN HOUSE: exposição Nonotak e Anrealage

A Japan House foi aberta em maio de 2017 na Avenida Paulista, em São Paulo. O intuito da casa é o de divulgar a cultura japonesa contemporânea por meio da arte e da tecnologia. 

O anúncio da abertura do local contou com uma instalação do artista Makoto Azuma, intitulada “Flower Messenger“, que colocou várias pessoas conduzindo bicicletas com suas cestas cheias de flores, que foram sendo distribuídas para os pedestres na cidade.

A Japan House é uma iniciativa do governo japonês, sendo a cidade de São Paulo escolhida por ser um grande centro econômico da América Latina e por ter uma grande população de origem japonesa. Além de São Paulo, Londres e Los Angeles também contarão com a iniciativa. O projeto é do arquiteto japonês Kengo Kuma em parceria com o escritório paulista FGMF Arquitetos.

Recentemente estive em São Paulo visitando a casa. 

Na entrada, nos deparamos com a instalação “Zero Point Two”, do grupo Nonotak (Takami Nakamoto e Noemi Schipfer). Através de fibras ópticas a laser, são exibidos feixes de luz com sincronia sonora. Em alguns momentos, a programação se torna mais enérgica, a luz acelera e o som é mais frenético. Em seguida, o som se acalma, juntamente com a composição dos feixes de luz. 

Outra instalação foi feita dentro de uma sala toda revestida de espelhos. O som e as ilustrações criadas dão uma nova dimensão ao local, o espectador refletido inúmeras vezes se torna parte integrante da obra, viajando e vivenciando o espaço criado.

No segundo andar são exibidas obras do designer japonês Kunihiko Morinaga. O artista criou a marca de roupas japonesa Anrealage. Morinaga cria experimentos através da relação do tecido com a luz. À primeira vista, o tecido é branco; ao ser exposto à luz, as cores aparecem e se sobressaem. São utilizadas tecnologias como o corante fotocrômico e a retrorreflexão, com o intuito de aprimorar a experiência da moda. 

A exposição, intitulada “Anrealage: a light un light”, coloca a luz a favor da roupa. Com a mesma peça, você pode exibir vários looks, vários cotidianos, várias cores.

Vale a pena a visita!

https://casacor.abril.com.br/arquitetura/japan-house-governo-japones-cria-centro-cultural-em-sao-paulo/

Helena Rios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *