RECOMENDAÇÃO DO FILME: MEU PAI

Vale a pena ver o filme Meu Pai, de Florian Zeller.

A atuação de Anthony Hopkins é impressionante, não restando nenhuma dúvida sobre o merecimento do Oscar de Melhor Ator recebido este ano (2021).

O filme é relatado do ponto de vista do pai, Anthony (Anthony Hopkins), que se encontra debilitado pelo acometimento da velhice. O interessante e surpreendente nessa narrativa é a ambiguidade de interpretação dada ao personagem. A trama sugere indagações. A confusão que acomete a doença é transferida aos espectadores: será uma cilada, será que estão enganando o pai, será que a filha quer matá-lo e abandoná-lo imerso em sua demência? Os espectadores vão sendo surpreendidos todo o tempo com incertezas e dificuldades de entendimento. O desconforto do personagem vai sendo transmitido ao público, que também passa a sentir irritação, confusão e angústia. Contudo, no decorrer da trama a intenção do diretor Florian Zeller vai tomando forma: provocar um envolvimento do público com o drama.

O trabalho do diretor, somado ao do ator que interpreta o personagem principal Anthony e ao da atriz que dá vida à sua filha Anne (Olivia Colman), forma um conjunto coeso, com poesia e maestria, sem mais nem menos. Velhice, paternidade e problemas familiares são abordados de forma única. Um retrato do mal que pode afligir a senilidade. Um filme espetacular!

Assistam!

Helena Rios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *